Pastorais de Liturgia

Pastoral do Batismo image


A Pastoral do Batismo atua no sentido de coordenar a realização dos batismos na Paróquia, promovendo a coleta de informações relativas a criança a ser batizada, seus pais e padrinhos.

Portanto, quando algum pai decide pelo batismo de seu filho deve procurar a Secretaria da Paróquia munido dos seus documentos: certidão de nascimento da criança, certidão de casamento no religioso dos pais (se forem casados) e informar o endereço e telefone. Os padrinhos precisam ser casados no religioso, terem mais de 16 anos e serem Crismados.

Para os pais que moram nos domínios da Paróquia, a Pastoral do Batismo efetuará visitas a essas famílias antes de depois da data determinada para a realização da Catequese Batismal, a qual acontece sempre na sexta-feira, às 20h, que antecede o Domingo do Batizado. Os pais que residem fora da Paróquia necessitam trazer o documento de TRANSFERÊNCIA, emitido pelo pároco da paróquia onde moram.

No mural da Paróquia existe um calendário anual com a programação de todas as datas relativas aos Batizados.

Fechar

Ler mais

Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística image

O Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão Eucarística (MESCE) nasceu na Igreja e para a Igreja. Em primeiro lugar, significa que a Eucaristia, o grande dom concedido à Igreja, deve ser guardada com dignidade e distribuída com zelo.

A Comunhão Domiciliar é a principal missão do MESCE, ou seja, levar a presença real do Cristo Eucarístico aos debilitados e incapacitados de comparecer às missas dominicais. Este serviço poderá ser solicitado na secretaria da nossa paróquia. Participa, também, da distribuição da Eucaristia nas missas e, na ausência e com o consentimento do sacerdote, preside a Celebração da Palavra (conforme previsto no Cân. 230 § 3).

O MESCE recebe um mandato anual do bispo após ter completado o curso de formação e pode renová-lo com o curso de aprofundamento anual, ambos promovidos pela Arquidiocese de Brasília.

O MESCE antes de receber o mandato foi eleito pelo Espírito Santo e disse sim. Por isso, são ministros de mandato, mas missionários de Espírito. Atua em estreita relação com as Pastorais da Saúde e da Liturgia, expressão de unidade da Igreja na Eucaristia.

Coodenação do MESCE - PNSE: Julio Louzada.

 


PROGRAMAÇÃO 2012

Formação Permanente dos MESCE (Aprofundamento)
- 1º Semestre - 12 Mai, das 07h às 11h30
Paróquia Verbo Divino - Asa Norte; e
Paróquia Bom Jesus dos Migrantes.

- 2º Semestre - 22 Set, das 07h às 11h30
Paróquia Verbo Divino - Asa Norte; e
Paróquia Bom Jesus dos Migrantes.

Curso para novos MESCE
16, 17, 23 Junho das 07h30 às 12h30 (local a confirmar)
24 Jun - Missa de Investidura às 10h30 na Catedral

Encontro Anual Arquidiocesano
24 Nov das 8 às 12h na Catedral

Reunião de Coordenadores Paroquiais
03 Mar, 30 Jun, 18 Ago e 27 Out.
Das 9 às 11h no Santuário do Santíssimo

Festas Arquidiocesanas
07 Jun - Corpus Christi
19 Ago - Semana Nacional da Família
15 Set - Hallel
12 Out - Festa de NSra da Aparecida

Fechar

Ler mais

Pastoral da Música image

A Pastoral da Música é uma das mais novas pastorais da Paróquia Nossa Senhora da Esperança: foi criada no dia 23 de junho deste ano. Antes, alguns grupos tocavam nas missas, mas não existia uma estrutura oficial, com coordenação. “Agora temos uma Pastoral formada com músicos católicos que tem como missão servir à Paróquia. Uma pastoral preparada, formada liturgicamente, que atua em comunhão com os padres e com a Igreja”, explica Marina Manzur, uma das coordenadoras da Pastoral, junto com Davi Santos.

Cerca de 30 músicos fazem parte da Pastoral, que se reúne todas as segundas-feiras às 20 horas. Qualquer pessoa que tenha o dom da música pode participar, procurando um dos membros da Pastoral da Música durante as missas. “Deus nos dá os dons de graça e de graça temos que oferecê-los. Alguém que recebeu o dom da música não tem o direito de ficar parado, o mínimo que pode fazer é servir. Todo dom que não é ofertado a Deus se torna um ídolo. Servir é um ato de conversão para o músico”, enfatiza Marina. Ela explica que aquelas pessoas que estão aprendendo um instrumento também podem participar, pois serão orientadas pelos mais experientes até que estejam preparadas.

A Pastoral também precisa de apoio da comunidade. “Equipamentos são sempre bem vindos. Também estamos buscando um técnico de som voluntário, que possa nos orientar na montagem de som para os eventos”, informa a coordenadora. Para ela, o trabalho é gratificante. “Ninguém está aqui para fazer um favor à igreja. Estamos aqui porque precisamos servir e, nesse serviço, vivemos momentos belíssimos. As missas especiais, como a de Pentecostes e a da Padroeira, por exemplo, quando juntamos o coro, são muito emocionantes”, lembra.

(Texto extraído do Kerigma ed. 7 – Novembro 2013)

Fechar

Ler mais

Pastoral da Liturgia image

O termo "liturgia" provém do grego clássico "leitourghía" que pode ser traduzido como "um serviço prestado ao povo". Nesse sentido é organizada a Pastoral litúrgica em nossa Paróquia, como um serviço voltado para o bem comum, pois "A Igreja deseja ardentemente que todos os fiéis participem das celebrações de maneira consciente e ativa, de acordo com as exigências da própria liturgia e por direito e dever do povo cristão, em virtude do batismo, como 'raça eleita, sacerdócio régio, nação santa e povo adquirido'" (Sacrosantum Concilium n. 14).

A liturgia é obra de Cristo sacerdote e do seu Corpo que é a Igreja, por isso é definida como "Culto da Igreja". Como diz a SC n. 10 "A liturgia é o cume para o qual tende toda a ação da Igreja e, ao mesmo tempo, a fonte de que promana sua força".

"Os sacerdotes que trabalham na vinha do Senhor, tanto seculares como religiosos, disponham do suporte necessário para exercer a liturgia de maneira a entender sempre o que estão fazendo e a viver uma vida litúrgica em comunhão com os fiéis que lhe foram confiados" (SC 18).

Também os fiéis devem participar da liturgia, interior e exteriormente, de acordo com sua idade, condição, gênero de vida e grau de cultura religiosa. "Os pastores atuem pacientemente nesse sentido, sabendo que é um dos principais deveres de quem é chamado a dispensar fielmente os mistérios de Deus. Nesse particular, conduzam o seu rebanho não só com palavras, mas também com o exemplo" (SC 19).

Pela importância da liturgia na vida da Igreja, ela é preparada com antecedência pelos sacerdotes, que a presidem e concelebram, pelos diáconos, pelos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística, pelas hostiárias, pelos coroinhas, pelos cantores e salmistas e pelos leitores e comentaristas.

É nesse contexto de serviço oferecido pelos leigos, como leitores e comentaristas, que se insere a Pastoral da Liturgia.

A Pastoral da Liturgia pode ser definida como o conjunto de ações desenvolvidas pelos seus membros no sentido de preparar e contribuir com a celebração das missas, em obediência ao calendário litúrgico da Igreja e com destaque para os seus períodos mais intensos (Páscoa, Advento, Natal, etc), bem como para as festas e celebrações especiais (Pentecostes, Padroeira, etc).

Em cada um dos grupos da Pastoral, há uma reunião prévia à missa, conforme escala mensal, para reflexão da Palavra que será proclamada. É justamente a partir dessa reflexão, que também repercute na confecção das monições (comentários), e, com o auxílio do Espírito Santo, a ação física e humana de "leitura" converte-se em verdadeira "proclamação" da Palavra de Deus. A liturgia, com todos os símbolos, ritos e palavras que a compõem, contribui decisivamente para que a assembléia possa verdadeiramente vivenciar o Mistério Pascal de Cristo.

Assim, "é por isso que a Igreja procura, solícita e cuidadosa, que os cristãos não entrem neste mistério de fé como estranhos ou espectadores mudos, mas participem na ação sagrada, consciente, ativa e piedosamente, por meio de uma boa compreensão dos ritos e orações" (SC 48).

Somos abençoados pela existência de um Pastoral Litúrgica na nossa Paróquia, pois, infelizmente, muitas outras comunidades católicas sequer têm equipes próprias para isso, experimentando situações de total improviso, em que os leitores e comentaristas são convidados na porta de igreja, momentos antes da missa ser iniciada.

Uma liturgia bem organizada, sem improvisações, é resultado de uma equipe harmônica e que se prepara, prática e espiritualmente, para sua participação durante as celebrações.

Se ao ler esta apresentação você se sentiu chamado a contribuir com o trabalho que é realizado pela Pastoral da Liturgia, por favor, entre em contato com os coordenadores ou com a Secretaria da Paróquia.

Coodenadores: Robson e Angela

Fechar

Ler mais

Hostiárias image

Este artigo está em elaboração, em breve seu conteúdo estará disponível. A Paz!

A Paróquia Nossa Senhora da Esperança, pela graça de Deus, conta com diversas pastorais.
No menu ao lado você pode conhecer cada uma delas.

Fechar

Pastoral dos Coroinhas image

Criada na paróquia em 2009, a Pastoral dos Coroinhas é a responsável por preparar e coordenar as crianças de 7 a 15 anos que são chamadas a servir a Deus auxiliando o padre durante a missa. Ela foi coordenada pelo Pe. Fredy por dois anos. Além de aprenderem a ser instrumento de Deus, os coroinhas descobrem o que há de mais rico na igreja, que é a Santa Missa. A formação que recebem lhes servirá por toda a vida, pois a obediência, a disciplina, a comunicação e o amor fraterno que vivenciam lhes fazem viver o Evangelho de Cristo no dia a dia.

Para serem coroinhas, as crianças passam por uma formação catequética, que dura de 2 a 3 meses. Depois de investidos no posto, além do serviço à igreja, os coroinhas também são convidados a ser exemplos de cristãos em casa, com a família, na escola e na comunidade. (Texto extraído do Kerigma ed. 5 – Setembro 2013)

Fechar

Ler mais